Lições sustentáveis japonesas

Algumas atitudes já incorporadas à cultura japonesa poderiam ser importadas para nosso país, a fim de acelerar o desenvolvimento sustentável e favorecer o bem estar social!

Foto: Reprodução.

Confira algumas lições sustentáveis do Japão:

  1. Coleta seletiva: o lixo é corretamente separado, sendo um saco de lixo de cor diferente para cada tipo de lixo. As crianças aprendem desde pequenas na escola a fazer a separação. O Japão é um dos países que mais recicla lixo no mundo;
  2. Destino correto do lixo: Não adianta separar direito o lixo se não existe um local adequado para o despejo. A separação facilita a destinação correta, o lixo é enviado para usinas de tratamento onde é separado por categoria e depois encaminhado para as indústrias onde será reaproveitado. O lixo que não é reciclado vai para os incineradores, produzindo monóxido de carbono (CO). O monóxido de carbono, por sua vez, apresenta poder calorifico, isto é, pode ser queimado para gerar energia;
  3. Energias renováveis: As grandes empresas japonesas já utilizam em suas plantas equipamentos que fazem uso de energia eólica ou solar. As residências que instalarem o sistema de energia solar terão subsídios do governo com prazos mais longos de pagamento do equipamento, que ainda é bem caro. Dependendo das condições da natureza, se a empresa ou residência captou mais energia que o seu consumo no mês, a empresa de energia local compra esse excedente, gerando lucro para quem tem o sistema instalado;
  4. Combustível verde: No Japão, há vários anos já se utiliza o veículo híbrido, movido à gasolina e energia elétrica. São veículos de luxo, espaçosos e com grande autonomia. A bateria é recarregada em uma tomada comum em casa. Como o carro elétrico ainda tem um custo mais elevado que o convencional, o governo concede subsídios atraentes para empresas que usam muito os automóveis, como vendedores e profissionais que prestam assistência técnica, por exemplo;
  5. Economia de água e energia: As crianças aprendem na escola a ter consciência do uso correto da água e energia elétrica. É raro ver alguém lavando a calçada ou o carro com mangueira – isso é considerado desperdício –, o carro é lavado nos postos de gasolina e nos lava-rápidos, e as ruas são tão limpas que nem é preciso lavar a calçada. Todas as lâmpadas de casa são fluorescentes, bem mais econômicas. Os lava-rápidos do Japão não têm nenhum funcionário, você coloca seu carro no box, põe algumas moedas, mais ou menos 5 reais, e a máquina lava o carro. No interior do lava-rápido existem grandes ralos onde toda água usada é captada e vai para reservatórios onde é tratada e reutilizada.

Saiba mais sobre essas e outras lições no site do Coletivo Verde.

Comentários

Participe do Blog deixando um comentário =)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *